Sábado, 13 de Julho de 2024
14°

Parcialmente nublado

Cuiabá, MT

Política ELEIÇÃO DA MESA

Max nega interferência do Paiaguás: “Decisão é dos deputados”

Cargo que comanda orçamento é alvo de disputa entre parlamentares; Janaina e Beto são cotados

10/07/2024 às 17h19
Por: Redação Fonte: Midia News
Compartilhe:
O deputado Max Russi, que quer ser presidente da AL no próximo biênio. Foto: JL Siqueira/ALMT
O deputado Max Russi, que quer ser presidente da AL no próximo biênio. Foto: JL Siqueira/ALMT

Nome mais cotado para ocupar a presidência da Assembleia Legislativa no próximo biênio (2025/2026), o deputado Max Russi (PSB) negou que o Palácio Paiaguás esteja interferindo na composição da nova Mesa Diretora.

A disputa está acirrada quanto ao cargo de primeiro-secretária, responsável por administrar os cofres do Legislativo, que gira em torno de R$ 800 milhões anuais. Na disputa estão os deputados Janaina Riva (MDB) e Beto Dois a Um (PSB).

“Quem escolherá esse nome será a maioria do parlamento. Não terá nenhuma interferência de fora. Nada. A eleição será dentro do parlamento e será uma escolha dos deputados”, disse a imprensa nesta quarta-feira (10).

Max é, atualmente, primeiro-secretário e relembrou que ele e o atual presidente, Eduardo Botelho (União), firmaram um compromisso com os demais parlamentares a respeito da autonomia do Poder.

“Eu vou honrar esse compromisso que eu e Botelho fizemos que é de a maioria escolher o primeiro-secretário”, afirmou.

Nos bastidores, a informação é de que o Paiaguás tem preferência por Beto, que já foi secretário do governador Mauro Mendes (União).

Nome de consenso

A eleição da Mesa Diretora é articulada, historicamente, nos bastidores. Após um compromisso da maioria, é apresentada uma chapa, que é validada em plenário em voto secreto. 

Max afirmou que os candidatos ao cargo de primeiro-secretário deverão aproveitar o recesso parlamentar – entre os dias 15 e 29 de julho – para se articularem. A intenção é ter um consenso e manter a tradição de apresentar apenas uma chapa à eleição.

A eleição interna deve ocorrer na sessão do dia 7 agosto.

“Eu quero disputar nessa linha de agregar. É lógico que nem sempre é possível. Lá atrás, quando quis ser primeiro-secretário, tinha o nome do Guilherme Maluf e da Janaina colocados... Essa discussão é natural, a briga por espaço é natural e esse é o momento disso”, afirmou.

“Agora, irá se afunilar. Teremos 15 dias de recesso que serão usados para a definição da Mesa. Acredito que o recesso vai ajudar nisso, vai dar condições de intensificar as articulações, as conversas, e vamos chegar a um entendimento”, completou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Cuiabá, MT Atualizado às 00h02 - Fonte: ClimaTempo
14°
Parcialmente nublado

Mín. 14° Máx. 27°

Dom 28°C 13°C
Seg 29°C 13°C
Ter 31°C 14°C
Qua 34°C 16°C
Qui 37°C 18°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias